A educação na prática que transforma gerações

Promovendo a educação tecnológica aos jovens

Possibilitando o desenvolvimento de mão de obra qualificada para novos postos de trabalho

Contribuindo com o avanço econômico e tecnológico da comunidade local e futuras gerações

Qual o atual cenário do mercado de trabalho?

Necessidade da mão de obra com competências e habilidades específicas. Base salarial de até R$ 10 mil.

Segundo estudos recentes da Brasscom (*), estima-se uma deficiência atual de pelo menos 240 mil profissionais de TI no Brasil

420 mil profissionais serão demandados até 2024. Isso representa a necessidade de 70 mil profissionais ao ano. (*)

(*) Fontes: Trampos/Umbier 2016 – Brasscom 2020

Conteúdo alinhado com Diretrizes Internacionais

A formação propiciada está alinhada com o quadro de referência e os padrões de ensino e ciência da computação, definidos pela Associação Americana de professores de Ciência da Computação – CSTA

Essas diretrizes da CSTA apresentam o direcionamento mais completo e abrangente para a construção de currículos de formação instrucional em ciência da computação para a educação básica, e são divididas em faixas etárias e anos escolares.

Quais os principais objetivos?

Apresentar a ciência da computação para alunos do Ensino Médio de forma a se integrar à totalidade dos créditos e conteúdos dos currículos de matemática, ciências e computação.

Empoderar as instituições para que possam oferecer instruções em ciência da computação que possibilitarão aos alunos conhecer as aplicações mercadológicas e profissionais da área, preparando-os para o mercado de trabalho e formação universitária especializada.

Potencializar a disponibilização de instruções em ciência da computação para todos os estudantes, especialmente aqueles em situações de maior vulnerabilidade socioeconômica.

Para se educar cidadãos e profissionais do futuro, que viverão em um mundo altamente tecnológico e digital, a educação propiciada está preparada para formar alunos que possuam entendimento claro, conceitual e aplicado da ciência da computação.

Quais as principais competências desenvolvidas?

  • Promover uma cultura inclusiva de computação, inovação e tecnologia;
  • Comunicar e colaborar no âmbito da computação, inovação e tecnologia;
  • Reconhecer e definir problemas computacionais de complexidade incremental;
  • Desenvolver e utilizar abstrações;
  • Criar artefatos computacionais, inovadores e tecnológicos;
  • Testar e refinar artefatos computacionais, inovadores e tecnológicos.

Como funciona na prática?

Módulos mensais e sequências de programação com os equipamentos Apple®

O que acontece depois?

Os alunos estarão habilitados a assumir posições de estágios, aprendiz, analista júnior ou pleno, como programadores full stack (back-end e/ou front-end) de soluções web e mobile, utilizando, especialmente, linguagens de programação do ecossistema Apple® (SWIFT, IOS, MACOS).